Vejam um ciclista, ele gosta de ajudar as pessoas e de preservar a natureza

Olá Visitante
 


 
Depoimentos



Autor:Débora Alves
Data: 19Ago2010
Fonte: E-mail

Título: 7 anos do Rebas do Cerrado

Amigos Rebas,

Acompanho a história do Grupo praticamente desde o início-ABR|04. Minha trilha de inauguração foi o Baixo Delírio e o Grupo tinha 7 meses de vida. Fiquei encantada com tudo. Assim como hoje uma galera animadíssima e super incentivadora estava presente. No domingo seguinte, 01Mai04, seria realizado o Superando Limites. A primeira edição organizada para atender um grupo aberto. Não tive dúvida. Fiz minha inscrição. Minha bike era uma Caloi e eu não tinha preparo físico algum mas queria participar de qualquer forma. Consegui uma bike emprestada que tinha amortecedor, muitas marchas porém tão duras de serem trocadas que eu nem conseguia pilotar direito a bike. Mas estava feliz da vida me sentido toda poderosa com aquela bike, capacete, luva e camelback. Lá fui eu em minha primeira ciclo-viagem de longa distância - 100 km. Não consegui chegar em Pirenópolis fui até o Bar do Sr. Botinha - quase 50 km. Superei o meu Limite e ganhei até uma medalha que é a mais querida de minha coleção.

Com estas duas experiências, descobri que eu adorava terra, o contato com a natureza, o prazer de descobrir os limites do corpo e a alegria de fazer novas amizades. Eu adorava tanto a terra que quanto mais suja eu terminava a trilha mais feliz eu ficava (rsrsrsrs).

Em Set|05 recebi o convite da Coordenação do Rebas para auxiliá-los nas atividades do Grupo. Minha primeira contribuição foi vender adesivos, somente adesivos. Hoje eu acho até engraçado, levei muito a sério a minha tarefa. Todos os domingos eu ia com uma caixinha nos pontos de encontros da trilha percorrendo carro à carro e ofertando os adesivos. Logo em seguida, acho que depois de dois meses, o Marcelino me convidou para vender o Manto Rebas e abracei, também, com muito carinho esta atividade uma vez que o pequeno lucro que seria obtido na comercialiazação seria convertido para o Projeto DV na Trilha.

Durante muitos anos deixei de participar das trilhas fáceis (duas por mês) para ficar aguardando os participantes chegarem das trilha para vender a nossa verdinha. O início das vendas foi muito complicado. Demorava muito para formar um lote e quando formava era muito trabalhoso para a galera efetuar o pagamento. Eu telefonava... telefonava... e telefonava lembrando a galera para efetuar o pagamento mas nunca desiistia de concretizar uma venda.

Rapidamente começamos a formar um lote após o outro, e as vendas não pararão. Nunca imaginávamos que chegaríamos aonde chegamos. Estamos contabilizando a quantidade de 3.253 camisas que estão circulando por aí afora com a nossa principal identidade. Incluímos nesta contagem não só o Manto Rebas mas todas as camisetas de eventos que carregam a Logo do Grupo.

Aos poucos fui conseguindo contribuir de outras formas, controle de banco de dados, controle financeiro, manutenção e desenvolvimento do site e apoio à organização de eventos.

O que eu acho bacana a cada aniversário do Grupo é que a mesma energia linda que encontrei quando cheguei em 2004 se mantém preservada.Esta preservada também a missão do Grupo de iniciação ao mountain bike. Fico muito feliz em testemunhar sagradamente todos os domingos a chegada de tantos novatos que vão se juntando a Família Rebas.

Mas para manter tudo no ar muita dedicação é requerida.

A Janice, no esforço constante de unir o Grupo em pensamento; todo o cuidado que ela empreende na moderação da lista; nas lindas matérias que são redigidas e que deixam o nosso site sempre lindo; na valorização da amizade e integração acima de qualquer outro aspecto e por compartilhar a sua alegria com todos nós todos os domingos.

Bauru e Edu na frente a quase cinco anos de todo o trabalho de mapeamento e condução de trilha juntamento com o apoio dos Membros do grupo que se alternam nesta tarefa.

Para vocês terem uma dimensão do trabalho do Bauru e Edu, quase 70% das Trilhas Rebas tiveram a participação direta deles. Um acervo lindíssimo de trilhas que são planilhadas e disponibilizadas no site para acesso à qualquer pessoa interessada. Uma contribuição que vai ficar para outras gerações. Acho um trabalho lindíssimo e somos felizardos por tê-los conosco.

Uma turma perseverante e que não desanima fácil. É assim que eu vejo meus amigos da Coordenação. Fico muito feliz pelo respeito que existe entre nós e por todo o amadurecimento que estamos tendo enquanto Coordenação. Todos têm atividades profissionais intensas e mesmo assim conseguem arranjar um tempinho para o Projeto.

Igualmente valiosas foram as inúmeras contribuições de Amigos que passaram pelo Grupo deixando o seu recado. Não vou mencionar nomes para não incorrer em esquecimentos. Mas são muitas pessoas! Quero aqui deixar um agradecimento à todos que já escreveram uma parte da linda história Rebas e também um Super Parabéns à todos os Rebas do Cerrado pelo nosso aniversário.

Feliz Aniversário a todos os Rebas do Cerrado

Débora

Marca registrada Rebas do Cerrado - Nota de rodapé do site
Webdesigner: Débora Alves

A primeira versão deste site foi construída por Eliézer Roberto Pereira , Bob King, um dos fundadores do Rebas do Cerrado que infelizmente nos deixou em dezembro de 2004.

Posteriormente o nosso amigo Marcelino Brandão Filho, também fundador e coordenador do grupo por 6 anos, desenvolveu com dedicação ímpar uma nova versão. Marcelino faleceu em julho de 2013 e além do site deixou entre outros legados importantes a padronização dos procedimentos de operacionalização e condução dos eventos Rebas.

Mantemos a página principal o mais próximo possível do desenho original em homenagem aos dois fundadores.

As marcas Rebas® e Rebas do Cerrado®, bem como o logotipo® do grupo Rebas do Cerrado são Marcas Registradas® pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial(INPI), com todos os Direitos Reservados.