Vejam um ciclista, ele gosta de ajudar as pessoas e de preservar a natureza

Olá Visitante
 


 
Depoimentos



Autor: Huberlandy
Data: 24Out2008
Fonte: E-mail

Título: Depoimento IRON Biker 2008

Meu primeiro Iron Biker, caramba!!!!! Quanta emoção!!!

Pessoal realmente vale a pena participar do evento, é fascinante ver tantas pessoas reunidas, cada uma com os seus ideais e desafios a serem vencidos dentro da prova.

Sempre que me falavam sobre o Iron Biker imaginava a grandeza do desafio a ser enfrentado e me questionava se conseguiria completar os dois dias duríssimos de prova.

Como muitos, fui contagiado pela energia maravilhosa da Débora, com aquele sorriso cativante e convincente de que seria uma experiência inesquecível participar do Iron Biker 2008. Não deu outra, me inscrevi para fazer o percurso completo, 70 e 60 km.

Começa uma nova fase de autocrítica no sentido de avaliar o quanto estava condicionado fisicamente para completar os dois dias de prova. Uma frase que ouvi nesse período de treinamento que resume bem a estratégia que adotei foi a de que "é melhor sofre antes durante os treinos, para sofrer menos durante a prova". Intensifiquei os treinos na academia durante a semana, alternando com trilhas difíceis nos finais de semana.

O teste final foi numa trilha super pesada, uma semana antes do Iron, que não deixa nada a desejar com as trilhas feitas no Iron, realizada com uma turma de Sobradinho, amigos do Carlos Onofre. Foram 70 km duros, de muitas subidas, uma mistura da trilha Córrego do Ouro e Catingueiro.

Chega a semana do Iron Biker, putzzzz, quanta ansiedade!!! ! Da quarta para quinta-feira, dia da viagem, quase não dormir. Bike no carro, fomos para estrada.... eu a patroa e a filhotinha (Rebinha) que está por vir (acho que ela vai se chamar Mariana).

Já na estrada começamos a perceber a grandiosidade do evento. A todo o momento passávamos por carros transportando bikes no sentido de Mariana e Ouro Preto. Parávamos para abastecer, sempre vinha alguém perguntar o que estava acontecendo que havia tantos carros passando com bikes.

Na sexta-feira pegamos o kit da prova, encontramos com a galera do Rebas. Passeio de trem Mariana-Ouro Preto. Que maravilha, a família Rebas é show de bola!!! Parecíamos que íamos fazer uma trilha do Rebas.

Sábado, 1º dia de prova, todos apostos para a largada, para cada lado que olhávamos tinha um Reba presente. Muito massa, estávamos em casa!!!! Começa a toca a música da largada, adrenalina lá em cima, que emoção !!! Coração acelerar e vamos nós em busca da superação, do desafio !!!! Subidas e mais subidas, paisagens exuberantes e a incrível alegria dos Rebas ao fazerem o percurso foi contagiante, toda hora tinha um Reba por perto.

A minha estratégia era manter uma média de 12km/h para fechar o percurso dentro do tempo de prova, e funcionou!! Os dez últimos quilômetros foram cansativos, mas para compensar passamos pela Deborá que tratou logo de renovar nossas energias, dando aquele incentivo. Cheguei tranqüilo, com a sensação de dever cumprido. Nesse momento soube valorizar a ralação e o esforço dos treinamentos.

Domingo, 2º dia de prova, imaginei: "hoje vai ser tranqüilo...quilomet ragem menor....tempo nublado..." , puro engano... foi mais difícil que no primeiro dia. A trilha estava super travada, havia chovido na noite anterior, piso muito escorregadio, lama... Pra variar....subida, subida, subida...... Na primeira decida veio o aviso... tinha um ciclista acidentado, super machucado, esperando o socorro de prova. Nunca pedalei tantas subidas em seqüência como nesse dia!!!! O céu era o limite, é foi! Chegou num ponto que estávamos tão alto no morro, que ficamos literalmente sobre as nuvens... não conseguíamos ver o vale, era só nuvem... show de bola!!

A chegada em Ouro Preto foi indescritível, pessoal reunido na praça Tiradentes, pendurar a medalha no pescoço foi demais!!!! Rebas reunidos festejando!! ! A homenagem ao grupo Rebas foi show....!!!! ! Estamos de parabéns, a festa foi muito bonita!

Ano que vem estarei lá novamente, quando começam as inscrições????

rsssssssss.

Marca registrada Rebas do Cerrado - Nota de rodapé do site
Webdesigner: Débora Alves

A primeira versão deste site foi construída por Eliézer Roberto Pereira , Bob King, um dos fundadores do Rebas do Cerrado que infelizmente nos deixou em dezembro de 2004.

Posteriormente o nosso amigo Marcelino Brandão Filho, também fundador e coordenador do grupo por 6 anos, desenvolveu com dedicação ímpar uma nova versão. Marcelino faleceu em julho de 2013 e além do site deixou entre outros legados importantes a padronização dos procedimentos de operacionalização e condução dos eventos Rebas.

Mantemos a página principal o mais próximo possível do desenho original em homenagem aos dois fundadores.

As marcas Rebas® e Rebas do Cerrado®, bem como o logotipo® do grupo Rebas do Cerrado são Marcas Registradas® pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial(INPI), com todos os Direitos Reservados.